Noites Circenses, do Circovolante, em Mariana (MG)

0
84

Tem palhaçada na cidade? Tem sim, senhor! A terceira edição do projeto Noites Circenses, do Circovolante, acontece no dia 12 de julho, na Praça dos Ferroviários (junto à Feira Noturna), emMariana (MG), das 17h às 23h30. Depois do sucesso de público da primeira e da segunda edições, a programação gratuita investe novamente em artistas locais, promovendo cultura e entretenimento na região.

Os palhaços Xinxin e Juaneto, do Circovolante, fazem apresentações inspiradas nos números clássicos do circo brasileiro, com direito a malabarismos, pernas de pau e até pirofagia, a arte de engolir fogo. O grupo ainda leva ao palco o repertório do show musical Clavestrovas & Rock and Roll, que anima a plateia com canções tradicionais do mundo circense, cirandas populares e canções de MPB. Os vocalistas serão acompanhados pela banda com diversos instrumentos, como flauta, saxofone, guitarra, contrabaixo e percussão.

Quem também marca presença é o Circo Irmãos Simões, que tem sede em Belo Horizonte, mas foi fundado no Rio de Janeiro ainda no século 19. A trupe tem cerca de 20 integrantes, todos da mesma família, e faz apresentações de equilibrismo, malabarismo, trapézio e, claro, muita palhaçada!

O espetáculo conta com números de ilusionismo do mágico Silas, natural de Mariana e vencedor do concurso “Talentos da Mágica Nacional 2014”, em Belo Horizonte. Ele já fez uma temporada de shows na França e na Bélgica. Outro talento marianense que será visto no picadeiro é o palhaço Vinagre. Ele tem apenas 14 anos e se apaixonou profissionalmente pelo mundo do circo graças à influência do Circovolante. Com maquiagem feita por ele mesmo e figurino de sapatos gigantes e cartola, o palhaço toca violino e sanfona, equilibra-se na perna de pau e anda na corda-bamba.

Para completar a programação, o público pode curtir a quadrilha do Arraial do Milho Verde, além do artesanato e da culinária do distrito de Passagem de Mariana.

O projeto “Noites Circenses” conta com a parceria da Fundação Renova, instituição criada para conduzir as ações de reparação dos impactos socioambientais e socioeconômicos causados pelo rompimento da barragem de Fundão.

 

SERVIÇO:

Noites Circenses

  • Atrações: palhaços Xinxin e Juaneto (Circovolante), Circo Irmãos Simões, mágico Silas, palhaço Vinagre, Clavestrovas & Rock and Roll e Arraial do Milho Verde
  • Data: quinta-feira, 12 de julho, das 17h às 23h30
  • Local: Praça dos Ferroviários, Mariana (MG)
  • Todos os eventos são gratuitos
  • facebook.com/Circovolante

SOBRE O CIRCOVOLANTE

No interior de Minas Gerais, em Passagem de Mariana, a arte circense se renova o tempo todo com o Circovolante, que há 18 anos leva palhaços, cômicos, bufões, músicos e brincantes em espetáculos para todo o Brasil. Fruto de uma parceria de 26 anos entre Xisto Siman e João Pinheiro, o grupo é uma combinação do trabalho circense com a divulgação dessa arte milenar.

Em sua sede, a Casa do Palhaço, o Circovolante recebe regularmente crianças e adolescentes, que aprendem sobre o processo de funcionamento e gestão do grupo e compreendem melhor o ofício da arte circense. Também são ministradas oficinas para o público em geral e apresentação de espetáculos. O Circovolante possui também um acervo com livros de história do circo e mais de 300 filmes de comédias mudas do princípio do século passado, disponível em sua sede.

 

SOBRE A FUNDAÇÃO RENOVA

A Fundação é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, constituída com o exclusivo propósito de gerir e executar, com autonomia técnica, administrativa e financeira, os programas e ações de reparação e compensação socioeconômica e socioambiental para recuperar, remediar e reparar os impactos gerados a partir do rompimento da Barragem de Fundão, com transparência, legitimidade e senso de urgência. A Fundação foi estabelecida por meio de um Termo de Transação e Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado entre Samarco, suas acionistas Vale e BHP, os governos federal e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, além de uma série de autarquias, fundações e institutos (como Ibama, Instituto Chico Mendes, Agência Nacional de Águas, Instituto Estadual de Florestas, Funai, Secretarias de Meio Ambiente, dentre outros), em março de 2016.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here