Na ponta da língua / Skank incendeia KM de Vantagens Hall com sucessos inesquecíveis da carreira

0
47
Show Skank

Turnê ‘Três Primeiros Discos’ lotou arena;
Álbuns marcam até hoje a carreira do grupo

Matéria:
Jornalista Responsável: 
Felipe José de Jesus: felipe_jesusjornalista
Fotos: Thiago Miranda: @thiagomirandafotografo

Para os que dizem que o Pop/Rock morreu, uma informação importante e válida: ele continua mais vivo do que nunca! Quem esteve no show do Skank no dia 21 de abril pode comprovar. A apresentação realizada no KM de Vantagens Hall (Av. Sra. do Carmo, 230 – Savassi, Belo Horizonte – MG) da turnê: Os Três Primeiros que contemplam: Skank (1993); Calango (1994) e Samba Poconé (1996), deixou claro que mesmo sem um disco novo de estúdio em produção, o Skank continua mais vivo, ativo e com sucessos na boca dos fãs do que nunca. Cerca de quatro mil pessoas estiveram presentes no evento.

Show do Skank levou vários fãs para a arena

Com a simpatia de sempre, Samuel Rosa cumprimentou o público mineiro e falou sobre o show dos Três Primeiros. “Vamos tirar os lenços dos bolsos amigos, vamos comemorar. Esse aqui é um show que traz grandes sucessos e nos faz rememorar momentos importantes da nossa carreira também em Belo Horizonte. É muito bom poder estar aqui com vocês em nossa casa para apresentar esse show”, completou Samuel dando os acordes para Réu e Rei (1993).

Skank (1993)

Em seguida ele tocou Baixada News, também do primeiro disco de 1993. A canção traz uma letra mais social e bem forte. “Essa aqui todos vocês conhecem bem. Uma mulher batalhadora e que faz a sua parte na vida. Essa música todos vocês vão adorar”, comentou. Logo em seguida, Samuel fez questão de falar sobre o grande foco do show, que era fazer uma apresentação dos álbuns com músicas antes não executadas em shows do grupo.

“Não existia um lugar que todos nós ansiávamos mais para tocar, ou seja, onde foi o gênese do Skank.  O público de BH é nosso cúmplice! A proposta desse projeto era essa, de trazer músicas que não foram tocadas na década se 1990 em nossos shows na cidade”, disse Samuel cantando a música Tanto. Em seguida a canção Sábia também animou o público presente. “Essa todos vocês já conhecem bem pessoal. É uma música que também marcou nossa carreira e que vale a pena ser lembrada”.

Samuel do Skank fez um som de primeira para os fãs

Let Me Trai Again e Indignado também foram tocadas no show. “Essa música na época incomodou a politicagem, mas até hoje ela é atual não é mesmo?”, disse Samuel. Logo ele falou da explosão do Skank para o Brasil. “Sem modéstia podemos falar que o Skank foi um grupo que saiu de BH e que alcançou sucesso. Primeiro BH e depois o Brasil. É preciso acreditar sempre que aqui é um celeiro de novos grupos”, disse.

Calango (1994)

Em seguida ele tocou Jequié Tequila do álbum Calango (1994). “Funk la na Radio do Cafe, essa menina esta dizendo sim eu sei. Seu nome é Jequié, Jequié Tequila”. Com o refrão na boca, os fãs acompanharam Samuel Rosa do início ao fim da canção. Pacato Cidadão também fez parte do repertório do show. Com os versos da música e o forte refrão, o Skank animou o público. “Pra que tanta TV, qualquer coisa que se queira, saber querer. Pacato Cidadão, Pacato da civilização”. Esmola Foi ovacionada pelo público que fez questão de cantar em ‘coro’ a letra da música. Roberto Carlos também foi homenageado durante o show.

Show reproduziu perfeitamente os três primeiros discos do grupo

Com É Proibido Fumar ele chamou o público para o refrão que acompanhou sem perder tempo. Com Te Ver, Samuel fez questão de relembrar que o sucesso foi o grande primeiro estouro do grupo no Brasil. “Esse foi o grande sucesso nacional do grupo. Um orgulho que vale a pena ser lembrado sempre. Uma música que nos marcou bastante mesmo”, disse o cantor que fez questão de falar da casa. “Nunca vi aqui tão cheio assim. Tem pessoas lá em cima e isso é muito bacana. Grande show”, completou. Beijo e Reza, hit que encantou os fãs nos anos de 1990 também foi tocado durante o show. A letra também foi rememorada pelos fãs que estiveram presentes no show.

Samba Poconé (1996)

Para abrir com chave de ouro um dos álbuns mais vendidos na carreira do grupo, Samuel falou da canção Partida de Futebol. “Essa canção também fez o Skank decolar nas paradas de sucesso. A canção foi regravada em outros idiomas e é sempre lembrada. Além dela Eu Disse A Ela; Tão Seu; Ze Trindade e claro, Garota Nacional. O álbum foi um dos mais vendidos da carreira do grupo e até hoje é ovacionado pelos fãs. Com um final triunfal, o Skank agradeceu os fãs presentes deixando uma marca de alegria e acima de tudo, empolgação nos antigos e também novos fãs.

Confiram mais algumas fotos do show:

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here