Marcello Giffoni, historiador e cicloturista, percorre 600 km de bicicleta de Belo Horizonte à Parati

0
545

Seu trajeto teve inicio no dia 05 de setembro de 2021 com previsão de chegada no 19 de setembro, próximo domingo.

O cicloturismo, modalidade de turismo por bicicleta, cresceu 118% no ano de 2020, segundo a Associação Brasileira do Setor de Bicicletas. O historiador Marcello Giffoni, em parceria com a Studium Eficaz Comunicação e o Maya, Movimento pelas Águas e Atmosfera, iniciou no dia 5 de setembro de 2021, a sua trajetória rumo à Paraty/Rio de Janeiro, até o dia 19, no próximo domingo.

Cicloturismo e saúde mental em tempos de pandemia
A relação de Giffoni com a bicicleta começou em 2008, quando o professor passou a ir trabalhar de bicicleta. Marcello relata que um trajeto de 6km, antes realizado em 40 minutos de carro, passou a ser percorrido em 15 minutos. Ou seja, ir ao trabalho de carro era mais dispendioso e estressante do que ir de bicicleta, o que impactou também sua saúde física e mental.

Em 2021, Marcello comemora seus 50 anos, e junto deles, a vida diante da pandemia, do isolamento social e das limitações impostas por ela. “Eu comecei a me preparar para o pedal no processo de sofrimento mental na pandemia, e também vi meus colegas sofrerem. Pensando nisso, respeitando o distanciamento, comecei a treinar entregando origâmis e poesias na casa dos meus colegas.”

O historiador também conta que durante o trajeto pode ouvir, encontrar pessoas e conhecer projetos de vida. Além de acolhimento recebido durante a viagem Marcello também fala sobre o autoconhecimento, que pratica bastante ao viajar sozinho e ter contato com a natureza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here