Mais de 200 Blocos – Carnaval de BH está aprovado

0
1115

Depois de uma maratona de mais de 200 blocos, o último dia (oficial) de carnaval em Belo Horizonte teve gostinho de quero mais. Apesar do clima de despedida, a alegria não deu espaço para a costumeira melancolia pós-festa. Exemplo disso foi o desfile do já tradicional Bloco do Peixoto, um dos primeiros a surgir nesta retomada do carnaval de rua da capital. Milhares de pessoas seguiram a bateria “mambembe” que toca antigas marchinhas no meio do povo. A folia se arrastou pelas ruas do bairro Funcionários, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte.

E a festa nas ruas vai deixar saudades. “Tá bom demais da conta”, disse Guilherme que curte a folia da capital há quatro anos. “Carnaval de Belo Horizonte tem axé, rock, marchinha. Agrada gregos e troianos. Quem gosta de bloco grande vai pro Baianas (Ozadas), por exemplo. Quem gosta de bloco menor, quer ouvir a bateria, vem pro Peixoto. Muito bacana”, completou o folião que estava vestido de carrinho de montanha-russa ao lado da esposa.

A boa fama do carnaval de Belo Horizonte tem atraído turistas de vários lugares do Brasil e até de outros países. A inglesa Vid veio a convite dos amigos brasileiros e se apaixonou pelo carnaval.

Carnaval acabou, muita gente já voltou à rotina de trabalho, mas alguns blocos ainda desfilam em Belo Horizonte nesta Quarta-feira de Cinzas (10). O destaque fica por conta do Manjericão, bloco misterioso mas que arrasta uma multidão todos os anos. O local ainda é um mistério.

E nesta quarta-feira também sai o “Bloco da Papuda”, que faz referência ao Presídio da Papuda, em Brasília, onde estão vários políticos e empresários presos por corrupção.

Neste ano, Belo Horizonte teve o maior carnaval de sua história. Passaram mais de 1,6 milhão de pessoas nas ruas. Além dos blocos de rua, o carnaval ainda teve desfiles de blocos caricatos, na segunda-feira (8), e escolas de samba na terça-feira (9).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here