Belo Horizonte se junta a mais de 200 cidades no mundo e comemora o Dia Internacional do Jazz

0
84

Liderado por Toninho Horta, o Dia Internacional do Jazz terá várias apresentações, com Jam Session de Toninho e convidados para encerrar o evento

O Dia Internacional do Jazz é comemorado mundialmente no dia 30 de abril. A data foi criada pela UNESCO e anunciada pelo pianista norte-americano e Embaixador da Boa Vontade da UNESCO Herbie Hancock. A comemoração tem como objetivo lembrar a importância desse gênero musical e sua contribuição na promoção de diferentes culturas e povos ao longo da história.

Em Belo Horizonte o Instituto Maestro João Horta, por meio de seu fundador, o guitarrista e compositor Toninho Horta, tomou a iniciativa de promover o evento para colocar a capital mineira entre as mais de 200 cidades ao redor do mundo que comemoram a data.

A primeira edição do Festival aconteceu no dia 30 de abril de 2017 e foi realizada com o apoio da Prefeitura de Belo Horizonte, na Praça da Savassi – região centro-sul de BH. Como não havia patrocínio, vários músicos se dispuseram a tocar gratuitamente, apostando na ideia e entendendo a importância de se promover um evento que tem proporções mundiais.

A segunda edição foi realizada no Bar do Museu Clube da Esquina e teve um diferencial, uma “mesa redonda” na qual se discutiu a importância do Jazz e as principais ações já realizadas na cidade para a valorização da música instrumental. Após o debate os músicos presentes promoveram uma grande Jam Session, que ficou na memória de todos que vivenciaram aquela data marcante na capital mineira.

Neste ano o Festival se realizará novamente no mesmo local e já estão confirmadas as presenças e participações de músicos e compositores conhecidos, além de Toninho Horta subirão ao palco: Mara do Nascimento, Clóvis Aguiar, Beto Lopes, Tattá Spalla, Maria Bragança, Rai Medrado, Camila Rocha, Enéias Xavier, Ezequiel Lima, Ivan Corrêa, Marcos Garcia, Mateus Ramos, Paulo Fróis, Samy Erick, Zé Dias, entre muitos outros.

Muito difundido e valorizado nos EUA e Europa, o jazz vem ganhando cada vez mais adeptos no Brasil. Mas ainda é difícil encontrar espaços que valorizem esse estilo musical e suas inúmeras variações. Belo Horizonte já possui no seu calendário de eventos culturais, alguns festivais de jazz que já mostraram o quanto o público vem se envolvendo com tal estilo.

Neste mês foi aprovado na Câmara Municipal de Belo Horizonte o Dia do Jazz, tornando a data oficial nas comemorações do calendário anual de eventos da capital mineira.

DATA: 28/04/2019

HORÁRIO: 16h às 21h

LOCAL: Bar do Museu Clube da Esquina – Rua Paraisópolis, 738 – Santa Tereza – Belo Horizonte/MG

RESERVAS: (31) 99688-0558

VALOR DA ENTRADA: R$20,00 (vinte reais)

O que Belo Horizonte tem a ganhar com o Festival Dia Internacional do Jazz:

– Tornar-se a primeira capital brasileira a adotar o Dia Internacional do Jazz como uma data cultural fixa no calendário da cidade, fortalecendo assim o calendário de eventos culturais de Belo Horizonte.

– Fomentar a cultura musical de Belo Horizonte gerando mais um espaço para que artistas locais possam apresentar os seus trabalhos e ao mesmo tempo fazer um intercâmbio com artistas nacionais e internacionais.

– Disseminar a música de qualidade de forma gratuita para o público, contribuindo, assim, para a formação cultural da população.

– Contribuir para a educação de crianças e jovens, oferecendo oficinas musicais em escolas públicas.

– Favorecer a população de Belo Horizonte com mais um evento de qualidade, organização e respeito às diferenças e ao meio-ambiente em que vivemos.

–  Colocar Minas Gerais no Circuito Internacional do Jazz, contribuindo para que a nossa capital seja cidade referência da música instrumental brasileira.

– Valorizar nossa cultura e promover sua divulgação em diversas partes do mundo.

– Incentivar o movimento de turistas brasileiros e estrangeiros na capital mineira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here