Casa Fiat de Cultura promove palestra sobre a vida e a obra do cineasta Frederico Fellini

0
251

Professor Riccardo Cassoli vai apresentar imaginário e obras de um dos mais importantes diretores de cinema na palestra “Cinema Nostro – Fellini em Foco”

Federico Fellini foi um dos cineastas que soube como ninguém mesclar críticas à sociedade italiana a filmes poéticos, líricos e muito mágicos, que fundiam imagens barrocas e fantasia. Mais de 25 anos após a sua morte, ele ainda continua sendo um dos nomes mais influentes do cinema mundial e filmes como “8 e ½” (1963), “Noites de Cabíria” (1957), “La Dolce Vita” (1960), e “Amarcord” (1973) permanecem como objetos de estudo em cursos de cinema, comunicação e outras áreas do conhecimento em todo o mundo. A próxima edição do Quartas Italianas vai discutir a vida e a obra do diretor na palestra “Cinema Nostro – Fellini em Foco”, do especialista em literatura e história italiana e professor da Fundação Torino, Riccardo Cassoli. O bate-papo será realizado na Casa Fiat de Cultura, no dia 16 de outubro, das 19h30 às 21h. Haverá tradução simultânea e a entrada é gratuita, com retirada de ingressos pela Sympla. Espaço sujeito a lotação (200 lugares).

Cassoli vai falar sobre o início da carreira de Fellini, que começou sua trajetória cinematográfica como roteirista e co-dirigiu seu primeiro filme “Mulheres e Luzes”, em 1950, com o experiente Alberto Lattuada. Federico Fellini deixou um legado único e sua obra ganhou adjetivo próprio “Fellinesco”, para explicar as situações comuns que eram transbordadas de cenas lúdicas, sonhadoras ou mesmo com tons de alucinação, que influenciam grandes cineastas contemporâneos, como Stanley Kubrik, Tim Burton, Woody Allen e Pedro Almodóvar, entre outros.

Muito do que viveu na infância serviu de inspiração para a sua obra que, embora não seja autobiográfica, traz à tona várias memórias através de uma narrativa fantasiosa, em que ele recriava a própria realidade. “Seus filmes, obras de arte absolutas, criaram um imaginário do que ainda hoje nos pertence, tornando-se sinônimo da nossa cultura. As imagens que conseguiu com estranha magia reproduzir nas telas são universais, permaneceram independentemente do tempo e do lugar”, destaca Cassoli. Para ele, Fellini soube criar um circo muito real, até tornar-se, ele mesmo, parte daquela atmosfera que aos poucos ditava sobre as telas, com leveza e traço que lhe permitiram imaginar a realidade, ao invés de simplesmente descrevê-la e essa é sua particular grandeza.

Toda essa unicidade rendeu muitos prêmios. Fellini ganhou quatro Oscars de melhor filme estrangeiro, um Oscar honorário (em 1993), dois Leões de Prata, uma Palma de Ouro, o prêmio do Festival Internacional de Filmes de Moscou e o Prêmio Imperial da Associação de Arte do Japão. Também conquistou um Globo de Ouro, um Prêmio Bodil, e um BAFTA.

A palestra “Cinema Nostro – Fellini em foco” é uma realização da Casa Fiat de Cultura, da Fundação Torino, do Consulado da Itália em Belo Horizonte e do Ministério da Cidadania, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, com o patrocínio de Fiat Chrysler Automóveis (FCA), Fiat Chrysler Finanças e Banco Safra. A palestra conta com apoio institucional do Circuito Liberdade, do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico (Iepha), do Governo de Minas e do Governo Federal.

 

Riccardo Cassoli

Riccardo Cassoli é professor de Literatura e História na Fundação Torino. É formado em Literatura Moderna pela Universidade de Macerata, onde defendeu tese sobre a Literatura Italiana no século XVII. Ele já ministrou palestras na Itália e em outros países da Europa, sempre falando sobre temas relacionados à história e à literatura da Itália, além da obra de poetas, pensadores e dramaturgos, como Giacomo Leopardi, Nicolau Maquiavel e Luigi Pirandello.

 

Casa Fiat de Cultura

 

A Casa Fiat de Cultura tem um importante papel na transformação do cenário cultural brasileiro, ao realizar exposições de prestígio e relevância cultural. A programação incentiva o público a interagir com diversos movimentos artísticos e linguagens, desde a arte clássica até a digital e contemporânea. Mais de 50 mostras já foram expostas na instituições, que já recebeu nomes como Caravaggio, Rodin, Chagall, Tarsila e Portinari.

 

Já são 13 anos de programação diversificada, com música, palestras, residência artística e o Ateliê Aberto – espaço de experimentação artística – e de programas de visitas com abordagem voltada para a valorização do patrimônio cultural e artístico.

 

A Casa Fiat de Cultura é situada no histórico edifício do Palácio dos Despachos e apresenta, em caráter permanente, o painel de Portinari, Civilização Mineira, de 1959. O espaço integra um dos mais expressivos corredores culturais do país, o Circuito Liberdade, em Belo Horizonte. Mais de 2,5 milhões de pessoas já visitaram suas exposições e 400 mil participaram de suas atividades educativas.

 

SERVIÇO

Quartas Italianas

“Cinema Nostro – Fellini em foco” com o professor Riccardo Cassoli

16 de outubro, das 19h30 às 21h

Entrada gratuita, com retirada de ingressos pela Sympla: https://www.sympla.com.br/quartas-italianas–cinema-nostro—fellini-em-foco__669882

 

Casa Fiat de Cultura

Circuito Liberdade

Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – BH/MG

Horário de funcionamento: terça a sexta, das 10h às 21h – Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h

 

Informações

(31) 3289-8900

www.casafiatdecultura.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here