Bloco dos comunicadores arrasta 80 mil pessoas até a região da Savassi

0
215

Em seu quinto ano de cortejo, o Bloco de Belô, o bloco dos comunicadores, arrastou uma grande multidão pelas ruas da região Centro-Sul de Belo Horizonte. Embalados por muito axé retrô, samba e o hino do bloco, o Belô se tornou um dos mais procurados pelos foliões que gostam de muita alegria. De acordo com a Polícia Militar, ao chegar à Savassi, cerca de 80 mil pessoas acompanhavam o cortejo que havia começado na Avenida Álvares Cabral, esquina com as ruas da Bahia e Guajajaras. O dobro de público registrado no ano passado.

Este ano, o Bloco de Belô apostou na melhor sonorização do trio elétrico e também na banda, liderada pelo músico baiano Alex Rodrigues. A banda, formada por Rummenig Batista (percussão), Arlem Rocha (bateria), Pedro Ciper (baixo), Philip Morais (guitarra) e Alex Rodrigues (voz e violão) arrebatou os foliões que se negavam a dispersar na Avenida Brasil, ponto final do cortejo. “Foi lindo ver tanta gente seguindo o Bloco de Belô. Só temos que agradecer aos milhares foliões que curtiram nossa música e cantaram nosso hino: ‘eu sou belôzeiro e vim pra cair na folia’…”, diz o vocalista.

Para o criador do Bloco de Belô, o jornalista Robhson Abreu, o crescimento do bloco reflete a procura dos foliões pelo carnaval de BH que aumenta a cada ano. Segundo pesquisa promovida pelo Google, no último dia 12 de fevereiro, segunda-feira, os foliões elegeram o Carnaval de Belo Horizonte como o segundo melhor do Brasil. A votação contou com mais de 34 mil participações. Com 18%, a folia da capital mineira ficou à frente da carioca, que teve 13%, e perdeu somente para a de Salvador, indicada por 36%.

Foram 40 horas de ensaio; 35 instrumentos de percussão; bateria composta por 40 comunicadores; banda formada por sete músicos profissionais; 12 profissionais de segurança; 200 litros de água; 100 lanches para a bateria, banda, segurança e produção no dia do cortejo; 600 abadás; um público de 800 pessoas durante os ensaios no BH Othon Palace e cerca de 80 mil foliões durante o cortejo. “Só tenho que agradecer a todos que foram com a gente até a Savassi. É legal ver o crescimento do Bloco de Belô e como nossa capital está se comportando com o Carnaval. Ainda precisamos melhorar muito. Mas, para quem não tinha um carnaval punjante, todos nós estamos de parabéns, principalmente os blocos de rua que estão fazendo um grande espetáculo e atraindo pessoas do Brasil inteiro”, afirma Abreu.

E os trabalhos para 2019 começarão a todo vapor a partir de maio deste ano. O Bloco de Belô planeja festas mensais além de começar vários projetos sociais, como as oficinas de percussão com a terceira idade e também com os comunicadores que queiram fazer parte da Bateria de Belô.

O Bloco de Belô em 2018 contou com o patrocínio da Cabify; apoio do BH Othon Palace, do estilista Victor Dzenk, do Jornal Tudo BH, Ricardo Bello Humorista, revista Viver Brasil, Diário de Contagem Online, Contagem TV, Presoti Comunicação, Faleiro, Vilma Alimentos e realização da revista PQN e Jornal de Belô.

Crédito das fotos: Claudinei Souza

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here