Bares e restaurantes da rua Aberto Cintra se mobilizam para atender às solicitações da vizinhança

0
767

Os proprietários de bares e restaurantes da rua Alberto Cintra, no bairro União, se reuniram no último dia 27 de julho, com o objetivo de traçar ações para promover a harmonia da atividade econômica com os moradores da região, que tem se tornado ponto gastronômico da cidade.

Durante o encontro, foram discutidas diversas medidas de melhoria do relacionamento com a vizinhança e eles optaram por não executar música ao vivo ou mecânica até o final de agosto, quando em nova reunião decidirão critérios para ter música em harmonia com a sociedade.

No dia 31 de agosto, eles voltarão a se reunir e o objetivo deste segundo encontro será definir métodos e critérios próprios às atuações deste comércio na região, para que garantam o bom relacionamento com a vizinhança e respeitem a integralidade da legislação vigente em Belo Horizonte.

A ideia é continuar oferecendo  diversão aos clientes,  em conformidade às características de  uma área originalmente residencial. Para que isso seja efetivado da melhor maneira possível, as equipes dos bares e restaurantes também serão orientadas em relação ao cumprimento da legislação e ao bom relacionamento com os moradores locais.

Para o diretor executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Minas Gerais – Abrasel MG, Lucas Pêgo, essa ação foi bem conduzida e ele acredita que será bem-sucedida. Segundo ele, a atividade local gera mais de 450 empregos diretos e os estabelecimentos passaram a integrar importantes fontes de entretenimento, cultura e turismo na região.

Ele ressalta ainda sobre a preocupação de todos em relação à sustentabilidade. “Todos os  bares e restaurantes da rua fazem a reciclagem de 100% do óleo residual de fritura para a produção de Biodiesel, o que, além de caracterizar uma atitude de responsabilidade ambiental,  também beneficia a sociedade, as futuras gerações e o meio ambiente”, conta.

Para o proprietário do bar Família Paulista, Nicola Vizioli,  existe uma grande preocupação em manter uma boa relação com os vizinhos e a decisão foi acertada! “Assumi um compromisso e estou cumprindo, essa é a minha fonte de renda. Acredito que devemos preservar o nosso local. Ter um bom relacionamento com os vizinhos, é algo muito importante”, salienta.

O proprietário da Cantina do Rogério, Rogério Rocha, também acredita que
essa ação promoverá uma maior harmonia ao local. “Os estabelecimentos com música com certeza atraem cliente, porém, não é possível mensurar a
procedência deles. Ao mesmo tempo, a música aumenta a concorrência entre os bares e restaurantes, o que não é saudável para nós empresários, pois os clientes devem ser fidelizados com os produtos e serviços oferecidos e não apenas com entretenimento”, ressalta.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here