Primeira edição do Arte Conecta acontece no dia 15 de março na Arena do Hub Minas

0
119

A primeira edição do Arte Conecta acontece no dia 15 de março na Arena do Hub Minas no prédio da Rainha da Sucata na Praça da Liberdade.

O objetivo do projeto é reunir os artistas autorais de Belo Horizonte em diversas vertentes da arte, tais como: Música, Pintura, Literatura, entre outros.

SOBRE OS ARTISTAS:

MARCOS SANDÁLIA & MEIA

Compositor mineiro Marcos Sandália & Meia explora o romantismo, sem abrir mão do deboche, prometendo ser o contraditório do amor.

Espalhado por aí, cantando histórias e a beleza de amores e das relações, Marcos Sandália & Meia apresenta a turnê de seu EP “Teimoso, vaidoso e outros defeitos mais…”.

Com uma linguagem simples, leve e espirituosa, esta apresentação, em um formato mais intimista, mescla o repertório autoral com músicas do espetáculo Maldito eu sou, em tributo a Sérgio Sampaio e outros compositores da MPB com a alcunha de malditos. Há mais de 10 anos nos palcos da vida, o trabalho se caracteriza pelo seu caráter acessível e popular.

GEDEON ANTUNES

 Gedeon Antunes é músico, designer e um empreendedor visionário.

Com influências da música das décadas de 1960 e 1970, ele leva para o seu trabalho o frescor do novo e as referências dos clássicos. No ano de 2017, o músico lançou o seu primeiro disco autoral que contempla composições em inglês e português ao ritmo do folk. O disco “Bagatelas e Badulaques” contou com sete músicas. O blues e o rock também integram o folk nesse trabalho. Artistas como Raul Seixas, Rita Lee, Alceu Valença, Beatles, Bob Dylan e Janis Joplin estão entre as referências do artista.

Este ano, o músico pretende lançar sua segunda obra, com uma pegada mais brasileira.

Gedeon Antunes vem apresentando as canções deste novo disco em seus shows no formato ONEMANBAND (Banda de um homem só) junto de seus pedais de loop, com letras marcantes e muita energia, ele está pronto para te envolver nesta mistura sonora.

THE CELTAS RIDE AGAIN

The Celtas Ride Again (os celtas estão de volta) tocam folk rock irlandês. É um mix eclético de cantigas de marinheiros, baladas, canções de amor e músicas para dançar. “Nosso som é único no Brasil” fala Karl Mooney, o cantor Irlandês da tripulação. “A maior influência são as bandas irlandesas: os Pogues, os Dubliners e as bandas americanas: Flogging Molly e os Tossers. Tocamos música popular com muita energia, muito ‘up’ e ótima para arrasta pé”, continua o cantor.

Criada em 2010, o repertório inclui musicas próprias e clássicas como Sally MacLennane, Drunken Lullabies, Whiskey in the Jar. “O Brasil tem uma rica herança musical que é amplamente desconhecida na Irlanda. Nós gostaríamos de trazer esse baú de riquezas para Europa e principalmente para Irlanda” diz o cantor, que nasceu em Dublin na década de 70. “Folk irlandês é conhecido de todos, folk é universal” revela. A banda toca todos os instrumentos típicos: mandolim, banjo, bodhrán, violino, tin whistle, guitarra, violões, bateria e percussão.

Projeto Arte Conecta

  • 15 de março
  • Prédio Rainha da Sucata
  • Av. Bias Fortes, 50 – Praça da Liberdade
  • 18h – Marcos Sandália & Meia
  • 19h – Gedeon Antunes
  • 20h – The Celtas Ride Again
  • Entrada gratuita
  • Apoio cultural:
  • Naza Music
  • Agência Apps

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here