Circuito da cerveja artesanal é a mais nova atração turística da capital...

Circuito da cerveja artesanal é a mais nova atração turística da capital mineira

2198
0
Compartilhar

A busca pelas cervejas artesanais está na pauta do turismo brasileiro. Belo Horizonte, que é reconhecida mundialmente como a capital brasileira dos bares, há alguns anos vem apostando também na fabricação desta bebida que incrementa e diversifica a oferta gastronômica da capital mineira. O estado possui 30 fábricas de cerveja, das quais 24 são micro-cervejarias. Somam-se a elas, mais aproximadamente 180 produtores caseiros, aglutinados na associação Acerva Mineira. Considerando apenas as micro-cervejarias, hoje, são produzidos cerca de um milhão de litros de cervejas especiais, a maioria na Grande BH.

Antes de chegar ao copo do consumidor a bebida fabricada na Grande BH é mantida por 70 dias em adega subterrânea a uma temperatura constante de 19 graus. Não é curtida no silêncio dos tonéis, mas embalada pelo som terapêutico dos cantos gregorianos, etapa que antecede seu envasamento em garrafas de champanhe. Apesar da embalagem, não se trata de uma bebida francesa, mas da Monasterium, um entre os diversos rótulos da cerveja artesanal produzida em Minas. Apreciada pelo brasileiro as fábricas gourmet multiplicaram nos últimos cinco anos, transformando a capital em um espécie de “Bélgica brasileira.” A rota da cerveja é o mais novo roteiro turístico da capital. Ao custo de R$ 160, é possível aprender sobre o processo de fabricação da iguaria, passear pelas fábricas, degustar dezenas de rótulos, com direito a café da manhã e almoço genuinamente cervejeiros.

Há cinco anos eram quatro microfábricas no estado, segundo levantamento do Sindicato das Indústrias de Cerveja e Bebidas em Geral (Sindbebidas-MG). Hoje são 30, sendo 16 na Grande BH. Minas já é o terceiro maior fabricante nacional da espécie, produzida com receitas originais que podem levar em sua composição ingredientes típicos como a jabuticaba, rapadura e o caldo de cana de açúcar. A fabricação mensal do estado atinge 600 mil litros, que agora poderão ser degustados por turistas de todo o mundo, como ocorre com a rota do vinho no Sul do país. Em setembro, a Belotur lança guia turístico da cidade. O circuito da cerveja artesanal será oficialmente incluído no roteiro da cidade, com endereços e detalhes do produto encontrado em cada fábrica.

Em Belo Horizonte, a mais antiga microcervejaria da cidade, a Krug Bier, no bairro São Pedro, aberta em 1997, fabrica seis tipos de chope e cinco rótulos da cerveja Áustria. Atualmente, são mais de 2,2 milhões de litros produzidos por ano, e distribuídos em 140 pontos de venda da Grande BH. Outra cervejaria famosa na capital, a Wäls, já foi eleita a “cervejaria do ano” no concurso sul americano South Beer Cup. Falke Bier e Backer também são nomes conhecidos na capital mineira.

O roteiro com visita a pelo menos seis cervejarias já está aberto. Temos várias opções de programa na Bélgica brasileira, diz Fernanda Fonseca, proprietária da Libertas Viagens e Experiências. Ela diz que geralmente o turista escolhe conhecer de duas a três cervejarias por dia, em que conhece todo o processo de fabricação da famosa cerveja. A demanda cresce ao ritmo de 20% ao mês.

Não restam dúvidas de que a cerveja encontrou em Belo Horizonte um cenário ideal para sua expansão, dada a cultura do boteco da cidade. Mas as possibilidades não se encerram por aí. A difusão da cultura cervejeira demanda que as fábricas tenham estrutura para recebimento de visitantes e a cidade já oferece roteiros estruturados de visitação turística às cervejarias.

De acordo com o presidente da Belotur, Mauro Werkema, o Pólo das Cervejas Artesanais integra mais uma opção de fomento ao turismo e à economia da capital mineira. Aplica-se a Belo Horizonte o conceito de economia criativa, em que predominam atividades econômicas baseadas na criatividade, na inovação, na tecnologia e no conhecimento. E a produção das cervejas se enquadra nessa categoria. Nossa meta é incentivar o turista a conhecer a culinária de nossa cidade, apreciar o modo de produção e os sabores dessa bebida que tanto agrada ao turista.

A força dos grandes eventos – Belo Horizonte vem atraindo o turista interessado em cerveja, também, por meio de eventos promovidos na cidade. No próximo mês, a capital será sede do Minas MixBeer, entre 6 e 7 de setembro. O evento deve atrair cerca de 10 mil pessoas entre profissionais e apreciadores da cerveja. Por acreditar também no incremento de negócios que as cervejas artesanais propiciam à capital mineira, a Belotur, empresa de turismo da prefeitura de Belo Horizonte, contemplou o evento em seu 9° Edital de Seleção para Concessão de Subvenção e será uma das apoiadoras do Minas MixBeer. Os interessados em investir neste mercado poderão aprender mais sobre o processo artesanal no Festival de Cervejas Artesanais, Minas Mix Beer, que vai ocorrer na Serraria Souza Pinto, evento que também entrou para o calendário oficial da cidade.

CERVEJARIAS DE BH E ENTORNO

Cervejaria Backer (Cervejaria Três Lobos) – Cerveja artesanal de Belo Horizonte, fundada em 1998. Distribuição, além de Minas, em São Paulo, Rio, Santa Catarina, Centro Oeste e Rio Grande do Sul. Em 2010, lançou cerveja com a marca “3 Lobos”. Capacidade de 240 mil litros/mês.
Proprietário: Halim Lebbos, Paula Lebbos, Munir Khalil – Mestre cervejeiro: Ricardo Canabrava.
Endereço: Rua Santa Rita 220 – Olhos D´água – BH – MG – CEP: 30390–550 – Fone:(31)3228-8888 – Site: cervejariabacker.com.br

Falke Bier – ocalizada no município de Ribeirão das Neves, MG, foi fundada em 2004 pelos irmãos Marco, Juliana e Ronaldo Falcone. Iniciou suas atividades produzindo cervejas artesanais da escola cervejeira alemã, respeitando a Reinheitsgebot. Produção média de 10 mil litros/mês.
Proprietário: Marco Falcone, Ronaldo Falcone, Juliana Falcone – Mestres cervejeiros: Marco Falcone e Ronaldo Falcone.
Endereço: Alameda dos Falcões, 680 – Vale do Ouro – CEP: 33833-140 – Ribeirão das Neves/MG – Fone: (31)2551.4300 – Site: www.falkebier.com.br

Krug Bier – A primeira microcervejaria de Minas Gerais foi inaugurada em 1997 em Belo Horizonte e possui know-how e tecnologia austríacos. Produz choppes artesanais, ganhadores de vários prêmios. Disponível somente no próprio bar e no Botequim Maria de Lourdes, ambos em BH. Capacidade de 40 mil litros/mês. Também faz parte da Krug Bier a marca Austria Bier, localizada em Nova Lima, MG.
Proprietário: Herwig Gangl – Mestre cervejeiro: Arnaldo Ribeiro.
Fábrica Krug Bier – Endereço: Rua Alaska, 115A – Jardim Canadá – Nova Lima/MG – Fone: (31)3507-0777 / (31) 8491.4639
Cervejaria Krug Bier – Endereço: Rua Major Lopes, 172, Bairro São Pedro – Belo Horizonte/MG – Fone: (31) 2535-1122 – Site: www.krug.com.br

Cervejaria Küd – Fundada em 2010, NovaLima, MG, produz chopp em barriletes com distribuição na cidade e Belo Horizonte.
Proprietário: Bruno Parreiras, Ana Paula Ribeiro, Roque Santos, Matheus Quirino, Alencar Barbosa – Mestre cervejeiro: Bruno Parreiras.
Fábrica: Rua Kenton, 36, Jardim Canadá – Nova Lima/MG – Fone: (31) 3589-6030 – 9639-0005 – Site: www.cervejariakud.com.br
Brew Pub Küd – Rua Kenton, 36, Jardim Canadá – Nova Lima – Fone: (31) 3589-6030

Cervejaria WÄLS – Fundada em Belo Horizonte no final dos anos 90, a cervejaria desenvolveu padrão europeu, conservando o purismo da produção de cervejas especiais para apreciadores. Distribuição nas principais capitais do Sul e Sudeste.
Proprietário: José Felipe Carneiro e Tiago Carneiro – Mestre cervejeiro: José Felipe Carneiro.
Endereço: Rua Padre Leopoldo Mertens, número 1460/São Francisco – Belo Horizonte/MG – Fone: (31) 3443-2811 – Site: www.wals.com.br

Cervejaria Artesamalt – Fundada em 2007 na cidade de Capim Branco/MG.
Proprietário: Augusto Figueiredo e João Paulo Figueiredo – Mestre Cervejeiro: Felix Ivo Pereira.
Endereço: BR 040, KM 487, Capim Branco/MG – Fone: (31) 8471-1273 (Zona Rural) – Site: www.cervejariaartesamalt.com.br

Nota do editor: como comentamos anteriormente o mercado está cada vez mais disposto a verificar a boa qualidade das cervejas artesanais. Em BH e na grande BH existem outras pequenas cervejarias e outras que estão sendo implantadas que já produzem uma cerveja artesanal de ótima qualidade, e não poderia deixar de me referir a uma que está em desenvolvimento: Cervejaria São Jorge, do mestre cervejeiro Túlio Jorge Guimarães, em Nova Lima no Jardim Canadá.
www.facebook.com/CervejariaSaoJorge

Deixe sua opinião!

LEAVE A REPLY